Lição 05 – Enfrentando os Problemas Econômicos e Sociais

 

 Texto Áureo        

“Porque Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, e de amor, e de moderação.”, (2 Tm 1.7)

 Verdade Aplicada        

É dever do discípulo de Cristo procurar agir com desprendimento e generosidade diante das necessidades do próximo, principalmente os domésticos da fé.

 Objetivos da Lição        

1Mostrar que o inimigo tenta a todo custo parar a obra de Deus.
2Enfatizar que os opositores da obra de Deus se unem para a prática da maldade.
3Apresentar como deve ser o proceder do povo às leve no serviço ao Senhor.

 Textos de Referência:         

Ne 5.1. Foi, porém, grande o clamor do povo e de suas mulheres, contra os judeus, seus irmãos.
Ne 5.2 Porque havia quem dizia: Nós, nossos filhos e nossas filhas, somos muitos; então tomemos trigo, para que comamos e vivamos.
Ne 5.3 Também havia quem dizia: As nossas terras, as nossas vinhas e as nossas casas empenhamos, para tomarmos trigo nesta fome.
Ne 5.4 Também havia quem dizia: Tomamos emprestado dinheiro até para o tributo do rei, sobre as nossas terras e as nossas vinhas.
Ne 5.5 Agora, pois, a nossa carne é como a carne de nossos irmãos, e nossos filhos como seus filhos; e eis que sujeitamos nossos filhos e nossas filhas para serem servos; e até algumas de nossas filhas são tão sujeitas, que já não estão no poder de nossas mãos; e outros têm as nossas terras e as nossas vinhas.
Ne 5.6 Ouvindo eu, pois, o seu clamor, e estas palavras, muito me indignei..

 Hinos Sugeridos:         

 Hino 108 

 Hino 298 

 Hino 310 

INTRODUÇÃO

Nesta lição, abordaremos o capítulo 5 do livro de Neemias. Procuraremos dar destaques aos temas mais relevantes. desejamos que, através dos aspectos aqui ensinados, possamos ser melhores em nosso cotidiano.

1. A Luta Contra a Injustiça Social

O Senhor tinha mais que uma obra física para fazer. A reforma não se restringia unicamente às muralhas. Mirava também o coração do povo. Jesus fala sobre o assunto, quando nos recomendou que tomássemos o Seu fardo e aprendêssemos dEle (Mt 11.29). Lidar com o coração dos homens não é tarefa fácil. Isto por há corações com verdadeiras blindagens. Neemias nos mostra como abrir essas fortalezas. Aprendamos com ele.

1.1.  Descobrindo o Cerne do Problema

A concentração de riquezas sempre foi um caso que exigiu muita cautela para se lidar. Na Bíblia, há vários textos nos quais esse tipo de comportamento é censurado (Is 5.8; Mq 2.2; Am 6.3-4). Não é pecado ser bem-sucedido, mas é preciso olhar bem o que estamos fazendo com a prosperidade que o Senhor tem nos concedido (1Tm 6.10). Neemias está agora, diante de um problema que não estava vindo de fora, mas que estava dentre o povo judeu. 

1.2. Combatendo os Aproveitadores

A economia vigorante na época de Neemias possuía caráter rígido e severo. As pessoas mais humildes estavam sendo tão maltratadas que, além de seus bens, perderam até seus filhos. Isso chama a nossa atenção para os dias atuais, pois é certo que os padrões mudaram, mas a fome pelos lucros se mantém de pé. A classe mais baixa no tempo de Neemias, era vista como um filão a ser explorado. E hoje? Será que há muita diferença nesse tipo de relação? Somos mordomos do que Deus tem nos entregado nas mãos e precisamos trabalhar com cuidado, pois teremos que prestar contas. (Lc 16.2).

1.3.  O Antídoto Para a Ganância sem Fim

Neemias identifica três grupos extremamente prejudicados com a ganância dos nobres de sua época: os trabalhadores, os fazendeiros e, de um modo geral, os que se tornavam vítimas de impostos exorbitantes. O trecho bíblico analisado retrata o velho problema da pobreza e da opressão (Ne 5). Não é pecado ser pobre (Mt 26.11). Não é fácil lidar com essa tensão entre ricos e pobres. Neemias se expõe contrariando os interesses dos mais poderosos, pois o povo, segundo as palavras de C Barber, “não clamava por luxo, mas por pão; não por conforto, mas por sobrevivência”.

2. Características de Um Líder Excelente

Neemias nos ensina bastante através de seu comportamento, Observamos por suas reações que jamais permitiu que os erros identificados continuassem sem serem enfrentados e corrigidos. Neemias nos mostra que ser pacífico não significa simplesmente ser acomodado e compreensivo, pois isso pode nos tornar ineficazes ao lidar com pessoas ou situações que peçam por uma mão firme. Se por um lado não podemos ser ásperos e duros, por outro, não devemos ser demasiadamente suaves. Vejamos, então, as características de Neemias.

2.1.  Ver as Pessoas Como Pessoas

Neemias enquadra-se nas mais modernas teorias a respeito da liderança. O líder preparado para lidar com situações de estresse é aquele que vê pessoas como pessoas, ou seja, vê seus liderados como indivíduos que tem valor e não mais um número ou colaborador a ser explorado. O bom líder cria numa atmosfera entre os membros da comunidade de modo que haja comunhão, unidade e cooperação (Sl 133.1). Olhar os membros quer da igreja, quer da família ou outra instituição como “números” gera um estado de morbidez e frieza extremamente prejudiciais ao desenvolvimento de qualquer atividade.

2.2. Saber Ouvir

Ouvir é uma arte, Há quem escute, mas não ouça, porque não desenvolveu a capacidade de ouvir. Na passagem bíblica de Neemias 5.1-5, contemplamos Neemias sendo submetido a ouvir diversas reclamações, o que lhe estava exigindo a demonstração de uma notável sabedoria. Vale ressaltar a participação das mulheres durante a queixa da classe trabalhadora. Neemias precisava saber como agir, porque a situação não lhe era favorável. Possivelmente, vários acontecimentos resultaram nessa situação de extrema pobreza e até escravidão. Afinal, a sociedade não estava de todo organizada. Na volta do cativeiro muitos problemas precisavam ser enfrentados, além da reconstrução do templo e dos muros. Além disso, ainda tinha as dificuldades com os povos vizinhos (Ne 4.6-10). Em momentos de crise, alguns aproveitam para enriquecer-ser indevidamente, provocando situação de injustiça.

2.3. Ir Até a Raiz do Problema

Neemias demonstra ira em sua primeira investida (Ne 5.6). Ele diz: “Usura tomais cada um do seu irmão (Ne 5.7). A palavra “pelejar” no versículo 7, dá a ideia de conflitos de opiniões. O povo reclamava de que fora forçado a hipotecar suas terras e do risco de chegarem à escravidão em virtude dos altos impostos. Neemias ataca o cerne do problema. Às vezes, de nada adianta ficar lutando com questões superficiais. Caso não se elimine a raiz, o problema voltará. Quando Neemias identifica que a fonte de toda dificuldade é a exploração, então, contende com os nobres que protagonizavam tal comportamento.

3. Considerações Sobre o Querer de Deus

Os nobre magistrados do povo foram silenciados. Como Neemias conseguiu essa proeza? Continuando a analisar a conduta desse líder, destacaremos outras atitudes responsáveis pelo seu sucesso. Sucesso, aliás, que Neemias não permitiu que lhe subisse à cabeças. Que suas qualidades piedosas nos sirvam de inspiração em nossa vida cristã.

3.1. É Preciso Ter Prudência

A prudência é um traço marcante na vida de Neemias. O livro de Provérbio nos oferece uma coletânea de advertências quanto a vários tipos de comportamentos. Sobre a precipitação, o autor nos fala que “responder antes de ouvir é estultícia e vergonha” (Pv 18.13). Neemias, no lugar de sair atirando para todos os lados, ponderou acerca do que haveria de dizer. Se todos agissem prudentemente, muitos problemas seriam evitados ou resolvidos com mais facilidade.

3.2. É Preciso Saber Repreender

Neemias era um homem compromissado com o querer de Deus. Para praticar a vontade e a justiça do Senhor, a imparcialidade deve ser observada em todo tempo. Neemias não passou a mão sobre a cabeça de ninguém, ainda que esses fossem os príncipes e nobres do povo. Ele tinha ciência de que se o povo não vivesse de acordo com a Palavra, não desfrutaria das bençãos de Deus. Sendo assim, não se acovardou e repreendeu os que estavam agindo injustamente.

3.3. É Preciso Ser Exemplo

O exemplo de Neemias é algo que deve ser imitado pelos servos do Senhor de todos os tempos. É um líder que lidera para o povo e não para si próprio. Não para auferir vantagens particulares, mas para buscar o bem coletivo. Neemias vive o que apregoa. Como exemplo disso, podemos citar o perdão às dívidas dos que ele próprio socorrera (Ne 5.8-10). A Igreja do Senhor deve ser mais influenciada positivamente por líderes-servos do que por líderes-mandões. A autoridade que tem por base o exemplo é mais eficaz do que a que se fundamenta apenas no poder.

CONCLUSÃO

Apesar de os homens de posse demonstrar disposição de emprestar dinheiro e sementes sem juros, Neemias sabia que a benção não viria enquanto o povo estivesse em desobediência (Dt 23.20). Que o seu exemplo e sua coragem nos sirvam de estímulo para enfrentar nossas lutas diárias.
.

Bibliografia

Revista EBD Betel Dominical Professor – 4º trimestre 2018, ano 28, número 108 – Editora Betel

                     Vídeo Aulas Sobre a Lição – Bom Estudo!                      

 

Comentários do Facebook

Pr Soley
Pr Soley

Nascido aos 04 de abril de 1973 em Amambaí-MS. Subtenente da PMTO. Casado com a Diaconisa Eliana Machado e pai de dois filhos abençoados: Camilla Eduarda e Raul Soley. Converteu-se ao Evangelho de Cristo em Janeiro de 2010 na cidade de Colmeia-TO. Atualmente congrega na Igreja Assembleia de Deus Nação Madureira Campo de Colmeia-TO. Serve ao Senhor como Coordenador e Professor da EBD Betel na Igreja Sede, Professor do Curso Médio em Teologia pelo IBAD e Coordenador da Juventude da Região Médio Norte do Tocantins. Pela graça de Deus!

Deixe Seu Comentário Abaixo!